Quais são as melhores frutas

para quem tem Diabetes?





Frutas Para Diabéticos Cientificamente Comprovadas

Diabéticos podem comer frutas? Sim, com certeza. As frutas são carregadas

com vitaminas, minerais e fibras solúveis e devem fazer parte de uma dieta

para diabéticos. Neste artigo, você  vai descobrir quais são as melhores

frutas para diabéticos cientificamente comprovadas para manter a diabetes

controlada naturalmente.

É certo que pessoas diabéticas devem controlar a alimentação para evitar o
aumento da taxa de açúcar no sangue, mas não é necessário parar de comer
frutas, tudo porque elas possuem frutose, que é um tipo de açúcar natural.
Frutose e Diabetes:
A frutose presente nas frutas está associada com outros nutrientes como fibras
minerais e vitaminas. Desse modo, não causa elevação dos níveis de açúcar no
sangue, porque têm uma absorção lenta no intestino, da mesma maneira o seu
metabolismo no fígado é mais devagar. Por isso, nesse caso, a frutose é conside
-rada saudável.
De outro lado, no suco de frutas a frutose é mais concentrada e o seu consumo
requer mais cautela. Por essa razão é preferível comer frutas na sua forma
natural do que o suco de frutas concentrado.
Portanto, o melhor a se fazer é que o consumo de frutas in natura continue,
mas desde que em porções controladas e se opte por frutas que tragam mais
benefício para a saúde. Mas quais são as frutas para diabéticos mais indicadas?
Confira a lista abaixo.

Conheça algumas frutas para diabéticos que ajudam a controlar o diabetes.

A Maçã.

A maçã é uma excelente fruta, fonte de muitas vitaminas, mas tem um grande
destaque principalmente para quem sofre de diabetes. É importante consumir
a fruta com a casca que é cheia de fibras e outros nutrientes saudáveis.
A fruta tem uma fibra que é chamada de pectina, e ela se mostra altamente
eficiente não apenas para controlar a glicemia, mas também para a redução
do mau colesterol. A fruta cozida com canela tem resultados melhores, e
prolongam a sensação de saciedade no organismo, excelente.
Pesquisadores de Harvard analisaram as dietas de 200 mil pessoas e
descobriram que aqueles que consumiam cinco ou mais maçãs por semana
tiveram um risco 23% menor de desenvolver diabetes tipo 2 em comparação
com indivíduos que não comem a fruta.
Além disso, um estudo de 2012 da Universidade Estadual de Ohio publicado
no Journal of Functional Foods descobriu que comer apenas uma maçã por
dia durante quatro semanas baixou LDL (mau colesterol) em 40%.

As Blueberries ou Mirtilos

Apesar de não ser uma fruta considerada típica do Brasil, a Blueberry tem
como objetivo desempenhar um papel bem importante no que diz respeito a
dieta de quem tem diabetes.
Ela possui um grande poder antioxidante, e reduz toda a ação dos radicais
livres no organismo, que é associado ao envelhecimento. A fruta ainda
previne o câncer, doenças de coração, Alzheimer e outras doenças.
Combate infecções e impulsiona o sistema imunológico a trabalhar de forma
mais efetiva possível. É importante, porém ficar atento, pois a Blueberry
possui um índice glicêmico altíssimo.

Os Abacates

O abacate quase não contém açúcar, e é muito rico em gordura que aumenta
o bom colesterol, o abacate é uma fruta muito indicada para quem é
portador de diabetes, e além de tudo isto esta gordura nobre deixa o processo
de absorção dos alimentos um pouco mais lenta.
Automaticamente temos um prolongamento de saciedade, em contrapartida
a fruta é muito calórica e deve ser consumida com cautela, principalmente se
você estiver acima do peso.
O American Journal of Clinical Nutrition publicou em 2008 um estudo que
concluiu que mulheres que consomem uma quantidade maior de gorduras boa
s – gorduras vegetais insaturados, como os encontrados em abacates – têm 25
por cento menos probabilidade de desenvolver diabetes tipo 2 em
comparação com as mulheres que consomem pouca quantidade.

As Cerejas

As cores vermelhas da cereja denunciam suas altas concentrações dos
flavonóides. Estes que são compostos de alto poder antioxidante,
anti-inflamatório e antiviral, além de antialérgico e anticarcinogênico,
combatentes do câncer.
Nesta fruta temos uma composição de vitaminas A, C e E, estas que juntas
tem uma capacidade de restringir toda a propagação de reações em cadeia,
bem como lesões que são induzidas por radicais livres, estás totalmente
responsáveis por células saudáveis do corpo.
Um estudo recente descobriu que as cerejas contêm mais agentes
anti-inflamatórios do que qualquer outra fruta. Além disso, as cerejas têm um
baixo índice glicêmico e podem ser inseridas, com segurança, em uma dieta
para diabéticos. As cerejas doces, no entanto, têm um índice glicêmico alto.

O Limão

O limão também é uma boa pedida, rico em ácido cítrico, ele atua
beneficamente em várias partes do corpo, previne problemas
cardiovasculares, e ainda ajuda a diminuir a viscosidade do sangue, o que é
algo fundamental já que junto do diabetes existem várias alterações que
poderão predispor sintomas e situações de trombose no organismo.
A Associação Americana de Diabetes, também, considera o limão um
“superalimento”, devido a sua elevada concentração de vitamina C e fibras
solúveis. Estudos mostram ainda que o limão pode reduzir o índice glicêmico
de outros alimentos.
As frutas cítricas, em geral, são excelentes fontes de vitamina C e por isso são
algumas das frutas para diabéticos mais indicadas.

Os Morangos

São ricos em vitamina C e contêm potássio, o que ajuda a manter a pressão
arterial regulada. Além disso, possuem fibras, que fazem você se sentir
saciado, mantendo os níveis de açúcar no sangue sob controle.
Em uma pesquisa recente, as pessoas que comem morangos em conjunto com
pão branco precisaram de menos insulina para estabilizar o açúcar no sangue,
em comparação com as pessoas que comeram apenas o pão branco.
O estudo indica que os polifenóis, nutrientes presentes nos morangos, podem
retardar a digestão de carboidratos simples, exigindo assim menos insulina
para normalizar a glicose no sangue.
Participe conosco, deixe seu comentário!
Tecnologia do Blogger.